Agência da ONU seleciona plataforma criada no TECNOVA para internacionalizar empresas

O International Trade Centre (ITC), agência da Organização das Nações Unidas (ONU) e Organização Mundial do Comércio (OMC), selecionou a Intradebook para auxiliar na internacionalização de micro e pequenas empresas de 164 países. A Intradebook recebeu apoio da FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do estado de Santa Catarina) e da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos) no TECNOVA, programa de subvenção econômica à inovação. A startup de base tecnológica é composta por profissionais com experiência em comércio internacional que desenvolve ferramentas inovadoras para facilitar e reduzir custos das operações de comércio internacional das MPMEs.

A plataforma, homônima à empresa, foi desenvolvida com recursos da FAPESC e consiste em uma ferramenta gratuita e interativa que possui fases de habilitação, negociação e operação, de forma automatizada, descomplicada e segura, conforme explica o coordenador da chamada, Fernando Souza. “Para complementar o software, foi criado o site www.intradebook.com, que dá suporte em relação às informações de mercado, operacionais, oferta e procura de produtos, entre outros”, diz o coordenador. O empreendimento ainda oferece passo a passo para exportação e importação, busca dinâmica de ofertas de exportação e demandas de importação, e lista de prestadores de serviços de comércio exterior e logística.

O contato com o ITC teve início em 2016 e em menos de um ano foram realizadas análises do funcionamento da ferramenta Intradebook. Em março de 2017, foi assinado um memorando de entendimento entre a agência da ONU e a empresa, que foi a escolhida para empoderar pequenas empresas nos 164 países onde atua o ITC. “Em função da plataforma que desenvolvemos com o apoio financeiro do TECNOVA, mesmo antes desse acordo, nós já tínhamos usuários em mais de 80 países. Hoje, já temos usuários em 100 países”, diz o diretor da Intradebook, Alfredo Kleper Lavor.

O documento assinado estipula que a Intradebook será a plataforma de inserção no comércio internacional para executar dois projetos: Women Across Borders, que deve desenvolver empresas de mulheres empreendedoras no leste da África (Quênia, Tanzânia e Uganda), e o She Trades, para auxiliar o crescimento de empresas lideradas por mulheres no mundo todo, atingindo 800 mil empreendedoras. Para o primeiro projeto, a empresa irá desenvolver uma versão da plataforma para o idioma SWAHILI, falado por 40 milhões de pessoas. “Sem o apoio do programa TECNOVA, FINEP e FAPESC, dificilmente nós conseguiríamos desenvolver nosso projeto para a fase em estamos. O programa foi fundamental”, ressalta Kleper.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da FAPESC