Com ajuda do Programa Nascer, projeto de iniciação científica de Chapecó se transforma em startup na área do agronegócio

Um projeto de iniciação científica do curso despertou nos estudantes de Engenharia Elétrica Maria Vitória Mohr Weirich (Chapecó), Marcos Lando (Xaxim) e Ederlam Stenzler (Itá), a vontade de solucionar o problema de controle de parâmetros de solução nutritiva na estufa da cultura hidropônica. E o Programa Nascer de Pré-Incubação de Ideias Inovadoras deu o incentivo que faltava para que o projeto se transformasse na startup GreenBox. 

Participantes da primeira edição do programa, fruto da parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/SC), os acadêmicos da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) receberam a orientação necessária para estruturar o plano de negócios. A GreenBox irá oferecer um sistema de monitoramento e controle automático da solução nutritiva e variáveis ambientais a ser empregado em estufas hidropônicas. 

Maria Vitória conta que a partir do projeto de iniciação científica que ela e os colegas participaram, perceberam que o problema detectado poderia se transformar em uma empresa. “Fomos conversar com agricultores e vimos que realmente o controle dos parâmetros na estufa era uma dor deles e resolvemos investir na ideia. Através do Programa Nascer estruturamos nosso plano de negócio com materiais didáticos e aulas online com conteúdos exclusivos e professores especializados na área, sendo possível a estruturação e organização da GreenBox de forma eficaz e válida”. 

Segundo a estudante, os produtos da GreenBox oferecem maior segurança para o cultivo dos agricultores, garantindo e potencializando os lucros dos produtores. “Queremos que a empresa se torne referência no Brasil e traga mais agricultores para o sistema hidropônico”, ressalta.

Um incentivo às ideias inovadoras 

O Programa Nascer de Pré-Incubação de Ideias Inovadoras tem como foco o estímulo ao empreendedorismo inovador. Assim, o programa dá suporte para que pessoas com ideias inovadoras passem por um período de pré-incubação e desenvolvam um plano de negócios estruturado para iniciar sua startup, assim como a Greenbox. 

Para a gerente de Inovação da Fapesc, Gabriela Mager, o Programa Nascer é o início da jornada do empreendedor, o momento em que uma boa ideia pode ser “tirada da gaveta” e tomar forma para se tornar um negócio promissor. “Durante cinco meses, as equipes selecionadas passam por mentorias com especialistas de várias áreas para aprender importantes questões relativas ao seu negócio, como marketing, contabilidade, branding, entre outros e, assim, formar seu plano de negócio. É uma grande oportunidade para aprender a empreender”, afirma.

O programa é realizado em 30 cidades-polo, sendo que 15 destas estão vinculadas aos Centros de Inovação da Rede Catarinense de Centros de Inovação. Para participar do programa, basta ter acima de 18 anos, uma ideia inovadora, motivação para iniciar um negócio e morar em Santa Catarina. 

Saiba mais sobre o Programa Nascer em http://www.fapesc.sc.gov.br/programa-nascer/