EXPO Tecnova será vitrine da inovação catarinense

Um elevador versátil para transferência de pessoas com deficiência física, um sistema para monitoramento ambiental e geológico por meio de sensores inovadores, e novos espumantes da Serra Catarinense foram produzidos com recursos da Finep (Financiadora de Pesquisa e Inovação) e da FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina). Esses e outros resultados de projetos concretizados graças ao Programa Tecnova estarão numa exposição de produtos, processos e serviços no dia 17 de maio, às 14hs, na FIESC (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina).

 

A EXPO Tecnova integra programação do evento final de uma série de seis promovidos em diversos municípios catarinenses para mostrar à sociedade o que foi feito com recursos públicos, por meio de subvenção econômica a 53 micro e pequenas empresas. O evento terá palestra de Ligia Zotini sobre as Tecnologias para o Século XXI  e pitches de empresários contemplados na chamada pública conjunta FAPESC-FINEP que viabilizou o Tecnova. Este programa de apoio à inovação rendeu R$ 22 milhões às empresas selecionadas – em média R$ 430 mil para cada.

 

“O Tecnova é mais um exemplo do cumprimento da missão da FAPESC ao viabilizar o aporte de recursos do Estado de Santa Catarina em empresas catarinenses, gerando soluções de problemas e inovação para a sociedade catarinense”, disse Fábio Zabot Holthausen, presidente da FAPESC.

 

Exemplos por mesorregião

 

A Voxter Soluções em Manutenção Industrial, sediada na região Norte do Estado, construiu um elevador versátil para transferência de pessoas com deficiência física. No oeste catarinense, a PSQ Máquinas Industriais fabricou equipamento para aplicar lacre em embutidos na indústria frigorífica. A Dualbase Tecnologia Eletrônica, uma das representantes da Grande Florianópolis, desenvolveu um sistema para monitoramento ambiental e geológico através de sensores inovadores. A Vinícola Abreu Garcia, na Serra Catarinense, criou novos espumantes mediante processos inovadores.  A Leripio Consultoria em Gestão e Sustentabilidade, no Vale do Itajaí, gerou um sistema de qualificação de gestores, operadores e fornecedores da alimentação escolar. E na região Sul, a Tauens, anteriormente chamada Austen Farmacêutica, fez um medicamento fitoterápico inovador para o tratamento de infecções que está em fase de aprovação por parte da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Representantes de todas as mesorregiões estarão no evento do dia 17 de maio, quando serão anunciados dois novos editais a serem lançados pela FAPESC, incluindo o Tecnova 2, que dará continuação aos esforços de aumentar a competitividade do setor produtivo.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da FAPESC

P.S.: Detalhes e programação em breve.