Faltam menos de 20 dias para terminar o prazo da chamada Mobilidade em Pesquisa para Britânicos no Brasil

Até o dia 25 de março, a FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina) aceita projetos de parceria científica que justifiquem a vinda de pesquisadores do Reino Unido a instituições catarinenses, para missões de intercâmbio acadêmico de até 15 dias (modalidade Research Mobility Grants).  VEJA O EDITAL

 

A chamada FAPESC n. 02/2019 também estipula critérios e diretrizes complementares ao edital UK Academies 2018, realizado no âmbito do Fundo Newton em conjunto com a Sociedade Real (The Royal Society), Academia de Ciências Médicas (The Academy of Medical Sciences) e Academia Britânica  (British Academy) e Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, do qual faz parte a FAPESC.

 

São elegíveis projetos cuja equipe inclua pesquisadores britânicos das áreas de ciências naturais, engenharia, ciências médicas, ciências sociais e humanidades. Os  visitantes  devem ser doutores há pelo menos dois anos e no máximo sete anos (Young Researchers) ou acima de sete anos (Senior Researchers).  Três projetos  na modalidade Research Mobility Grants  (missões de até 15 dias) serão fomentados  pela FAPESC, com até R$ 15 mil, totalizando R$  45 mil.

 

Lançada dia 7 de fevereiro, a chamada pública sucede à do programa Researcher Links , na qual Santa Catarina foi o estado com maior número de eventos aprovados: 6, possibilitando a realização de vários workshops internacionais. O último, sobre riscos microbiológicos em águas balneares e de produção de moluscos, terminou em fevereiro e beneficiou maricultores de todo o estado.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da FAPESC