Fapesc e Sebrae assinam termo de cooperação para fomentar ideias inovadoras

Santa Catarina terá mais uma oportunidade de fomento às novas ideias. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado (Fapesc) e o Sebrae lançaram, nesta quinta-feira, durante reunião do Pacto pela Inovação, o Programa NaSCer, que já chega com uma meta ousada: ser o maior de pré-incubação do país.

Neste primeiro momento, o programa envolverá diretamente os Centros de Inovação espalhados por todas as regiões catarinenses e irá oportunizar que ideias ainda em fase inicial passem pela pré-incubação e possam chegar mais maduras à fase de incubação, aumentando, assim, as possibilidades de sucesso.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, lembrou que a atuação da fundação e do Sebrae tem objetivos comuns e que essa união vem para fortalecer ainda mais o setor de inovação em Santa Catarina. “Vamos iniciar pelos Centros de Inovação, mas a intenção é desenvolver outras ideias. O Programa NaSCer vem para fortalecer ainda mais o ecossistema de inovação catarinense, que já é destaque no Brasil”, afirma.

“Nosso objetivo com o Programa NaSCer é criar uma trilha da inovação, incentivar a criação de startups e contribuir para o surgimento de novos empreendedores, que essas empresas cresçam e se desenvolvam”, acrescenta o superintendente do Sebrae/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca.

Para o secretário-adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Amandio João da Silva Júnior, não existe outro caminho para o desenvolvimento de Santa Catarina que não passe pela inovação.

No primeiro ano, 300 ideias pré-incubadas

O Programa NaSCer irá envolver 15 polos em todas as regiões de Santa Catarina. Foram levados em consideração os 13 Centros de Inovação que já fazem parte do projeto comandando pela SDE – Lages, Jaraguá do Sul, Joinville, Florianópolis, Chapecó, Joaçaba, Criciúma, Tubarão, Rio do Sul, Brusque, Itajaí, Blumenau e São Bento do Sul e uma margem de mais dois para poder integrar os que já estão em fase de implantação por iniciativas regionais ou municipais.

“Serão duas turmas em cada um dos 15 centros de inovação, uma no primeiro semestre de 2020 e a outra no segundo semestre. Cada uma dessas turmas terá 10 ideias aceitas e cada equipe pode ter até cinco integrantes. Vamos chegar ao fim do primeiro ano envolvendo 1.500 empreendedores”, garante o gerente de Inovação e Tecnologia da Fapesc, Jefferson Fonseca. “São negócios que receberão mentoria, capacitação e que chegarão ao fim do processo muito mais maduros. Se calcula que a graduação chegará a 70%”, acrescenta o gerente.

A última etapa é, após cinco meses de pré-incubação, a participação de um pitch, onde as equipes poderão expor as ideias em busca de investidores.

Informações adicionais para imprensa:

Francieli Oliveira

Assessoria de Imprensa

Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de SC – FAPESC

E-mail: francieli@fapesc.sc.gov.br

Telefone: (48) 3665-4812 / 9.9927-4159

Site: www.fapesc.sc.gov.br