FAPESC inicia elaboração de plano estratégico de Bolsas da CAPES

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC) iniciou a elaboração de plano estratégico de Bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para os próximos anos. Para isso, recebeu representantes de Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) e de órgãos de classe, tanto da sociedade como governamental.

O Seminário Sobre o Programa da CAPES de Bolsas de Pós-Graduação e Áreas Estratégicas de Ciência, Tecnologia e Inovação para Santa Catarina – 2020, comandando pelo diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da FAPESC, Amauri Bogo, ocorreu porque a CAPES assinou, em novembro, protocolo de intenções com o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) para investir R$ 200 milhões, nos próximos quatro anos, em cursos de mestrado e doutorado estratégicos e de relevância para o desenvolvimento regional de acordo com as definições de cada estado.

Com o recurso, serão concedidas 1.800 bolsas de pós-graduação, a partir de março do próximo ano.

Para definição dos cursos a serem atendidos, cada estado ficará encarregado de elencar as áreas que querem priorizar. A partir dessa escolha, serão apontados pela CAPES os programas de pós-graduação a serem atendidos. A soma dos esforços entre a CAPES e o Confap é voltada à elaboração de um programa de desenvolvimento estratégico da pós-graduação nos estados. Serão atendidos cursos considerados emergentes e em fase inicial de implantação, com notas 3 ou 4 na avaliação da CAPES.