Finep/MCTI vai investir até R$ 50 milhões na implantação de centros de inovação em todo o País

A Finep, empresa pública federal vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), acaba de lançar uma chamada pública para apoio financeiro a Centros de Inovação, situados em municípios que contam com universidades, centros de pesquisa e institutos federais, mas não possuem parques tecnológicos em operação ou em implantação.

Ao todo, serão comprometidos até R$ 50 milhões em recursos não reembolsáveis do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). O objetivo desta ação é atender a demanda de municípios que gostariam de implantar um ambiente de inovação para apoiar empresas locais e o empreendedorismo de base tecnológica.

O Formulário para Apresentação de Propostas já está disponível no site da Financiadora e ficará aberto até 10 de março de 2022. O novo edital faz parte do Programa para Centros de Inovação aprovado, junto ao Fundo Verde-Amarelo, em carta proposta para Ambientes de Inovação.

A estimativa é apoiar de 10 a 25 projetos de adaptação e modernização de estruturas já existentes, que ofereçam condições de se transformar em centros de inovação. O objetivo da Chamada Pública é incentivar o desenvolvimento tecnológico, o aumento da competitividade e a interação entre empresas e ICT, bem como promover o desenvolvimento de ecossistemas de inovação e da sociedade do conhecimento. Também pretende estimular a inserção da cultura da inovação nas empresas da região, ofertando infraestrutura física e serviços que apoiem o empreendedor desde o momento em que o negócio é apenas uma ideia até o momento que ele está pronto para escalar o mercado.

Segundo Marcelo Bortolini, diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Finep/MCTI, esta ação permitirá que cidades que intencionam utilizar os parques tecnológicos como importante instrumento de desenvolvimento regional, iniciem seus esforços a partir de Centros de Inovação, ampliando a gama de serviços às empresas nascentes. Para o superintendente da Área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento Tecnológico da Finep/MCTI, Marcelo Camargo, apoiar projetos de centros de inovação é a forma de induzir que novos parques tecnológicos possam nascer de forma estruturada.

Conforme Portaria nº 6.762/2019 do MCTI, os Centros de Inovação são instalações físicas onde se realizam ações coordenadas para a promoção da inovação, por meio de governança, integração, qualificação, atração de investimentos e conexão empreendedora, podendo reunir, em um mesmo espaço físico, startups, aceleradoras, incubadoras, empresas de diversos portes, instituições âncora, universidades, centros de pesquisas, investidores e instituições de fomento à inovação e ao empreendedorismo.

São elegíveis para participar como executoras, as entidades gestoras de ambientes promotores de inovação, em especial incubadoras e/ou aceleradoras.

A Finep/MCTI concederá a cada projeto o valor mínimo de R$ 2 milhões e o máximo de R$ 5 milhões. Também será exigida contrapartida financeira de, no mínimo, 25% do valor solicitado. Desta forma, pretende-se que os projetos prioritariamente apresentem, como proponentes, as secretarias municipais que se mostrem comprometidas com a proposta do Centro de Inovação e que participem dos projetos aportando os valores de contrapartida.

Do total de recursos disponibilizado no edital, no mínimo 30% deverão ser aplicados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Com esta ação, a Finep/MCTI espera contribuir para a valorização e disseminação da cultura de C,T&I; melhoria da estrutura física dos ambientes de inovação; aumento da cooperação ICT-empresa; melhoria da posição do Brasil no Global Inovation Index e maior especialização dos parques tecnológicos, tornando-os polos de inovação regionais.

A divulgação do resultado final desta chamada está prevista para 29 de julho de 2022.