Governo do Estado e cônsul-geral de Israel discutem possibilidades de parcerias

Parcerias nas áreas de desenvolvimento econômico, inovação, inteligência para a segurança pública, educação e fornecimento de água pautaram uma reunião entre o governador Carlos Moisés e o cônsul-geral de Israel, Alon Lavi, nesta quinta-feira, 30. O encontro foi o primeiro do Governo de Santa Catarina com representantes do país do Oriente Médio, e os dois lados se comprometeram a manter o diálogo para avançar nas ações em conjunto.

“Temos interesse não apenas em investimentos, mas também em soluções para o serviço público. O Governo tem um deficit muito grande, que pode ser reduzido se encontrarmos soluções para o nosso dia, como já vem acontecendo”, destacou o governador Carlos Moisés. Na avaliação dele, esse esforço para melhorar a gestão pública fortaleceu a credibilidade no mercado, por isso Santa Catarina tem se tornado mais atrativo para investimentos.

O cônsul-geral de Israel considerou o estado um bom potencial parceiro, principalmente graças ao ecossistema de inovação. “As relações entre Brasil e Israel melhoraram muito. Queremos concretizar essa proximidade para ações com os governos federal, estaduais e municipais”, afirmou Lavi. Ele também manifestou o interesse de que a história do Holocausto seja reforçado nas escolas da rede estadual.

Também estavam entre os participantes da reunião o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, o delegado-geral e presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, Paulo Koerich, a presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, a coordenadora de Relações Internacionais, Julia Baranova, e o presidente da Associação Israelita Catarinense, Sergio Iokilevitc.

Texto: Renan Medeiros

Fotos: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Assessoria de Imprensa

Secretaria Executiva de Comunicação – SECom