Governo estadual indica quatro candidatos ao Prêmio Bunge

Em 2017, a 62º edição do Prêmio Fundação Bunge e 38º edição do Prêmio Fundação Bunge Juventude contemplarão profissionais com trabalhos relacionados aos temas Desafios globais da sustentabilidade do agronegócio brasileiro, na área de Ciências Agrárias e As transformações do Direito brasileiro e seus impactos na teoria geral do Direito, em Ciências Humanas e Sociais. Para concorrer à premiação, a FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina)
indicou os nomes de quatro pesquisadores, mantido em sigilo a pedido da Fundação Bunge.

A partir das indicações, Comissões Técnicas, compostas por especialistas nacionais e internacionais em cada área de premiação, escolhem os homenageados na categoria Juventude e selecionam aqueles cujos trabalhos devem ser observados na categoria Vida e Obra. A decisão cabe ao Grande Júri, formado por reitores, representantes de entidades científicas e culturais, além de ministros de Estado.

O resultado será divulgado em 28 de julho de 2017. Serão quatro contemplados no total: dois profissionais na categoria Vida e Obra, e dois em Juventude (até 35 anos). Os contemplados de cada área recebem R$ 150 mil e R$ 60 mil, respectivamente, além de medalhas e diplomas em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, em 27 de setembro de 2017.

Edição anterior

Dentro do tema Nutrição e Alimentação Animal, em 2016 os contemplados escolhidos pelo Grande Júri foram Sebastião de Campos Valadares Filho, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), na categoria Vida e Obra, e Felipe do Nascimento Vieira, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), na categoria Juventude.

Já no tema Infraestrutura de Transportes, José Vicente Caixeta Filho, da ESALQ-LOG (USP), foi agraciado na categoria Vida e Obra, enquanto Hugo Miguel Varela Repolho, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), levou o prêmio da categoria Juventude.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da FAPESC