Mestrando em Linguística da UFSC ganha Prêmio Nacional de Divulgação Científica

O estudante de mestrado da Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) , Vitor Hochsprung, foi premiado com o segundo lugar na categoria Divulgação e Popularização da Ciência Linguística da edição 2021 do Prêmio da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN). O Prêmio ABRALIN 2021 foi anunciado no dia 30 de setembro, durante o seu Congresso Internacional (InterAb). A lista com todos os premiados pode ser conferida aqui.

O concurso tinha por objetivo reconhecer esforços em apresentar trabalhos acadêmicos, através da mídia impressa e digital, que tenham por objetivo a divulgação de resultados de pesquisa em linguística para um público não especialista. Hochsprung, que é bolsista da FAPESC, mantém um perfil na rede social Instagram desde março de 2020. Com o usuário @vitorlinguistica, o estudante compartilha resultados de pesquisa e análise de fenômenos linguísticos por meio de várias estratégias de popularização, visando à compreensão das pessoas que não são da área de Linguística.

Em seu perfil, o estudante costuma divulgar ciência a partir de assuntos que estão ‘viralizados’, como é o caso de programas de entretenimento, eventos esportivos e elementos da cultura pop, como filmes, séries e músicas. Hochsprung também procura apresentar conceitos acadêmicos de forma leve e divertida.

O professor Leandro Diniz (UFMG), membro da comissão avaliadora do prêmio, declarou: “A página @vitorlinguistica no Instagram aborda temas linguísticos de forma muito didática, criativa e bem-humorada, recorrendo a exemplos interessantes e convidando um alto público a observar e discutir certos fenômenos linguísticos.”

Atualmente, Hochsprung tem mais de sete mil seguidores e mais de 100 postagens discutindo Linguística. Sua preocupação é popularizar a ciência e fomentar o pensamento científico. Para o acadêmico, seu objetivo é “falar de linguística e fazer as pessoas enxergarem ciência naquilo que elas dominam.”

Mais informações sobre o Prêmio ABRALIN aqui.

*Com informações UFSC.