Pesquisador catarinense tem estudo de governança turística reconhecido pelo CNPQ

Um trabalho sobre a Avaliação da governança do turismo de Santa Catarina alçou à condição de destaque o professor Francisco Antônio dos Anjos, da UNIVALI (Universidade do Vale do Itajaí). Agora ele é um dos cinco pesquisadores de turismo do Brasil com bolsa Nível 1 do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). A notícia foi divulgada na segunda semana de janeiro.

Trabalhando há mais de duas décadas na área do turismo, Francisco foi Secretário Adjunto de Turismo, Cultura e Esporte do Estado de Santa Catarina entre 2017 e 2018, com um trabalho cientifico reconhecido pelo ineditismo.  “O turismo de Santa Catarina tem como principal característica a governança regional, materializada pelas Instâncias de Governança Regionais (IGRs), que ajudam o justificar a dinamismo do turismo catarinense. Enquanto Secretario adjunto, tive oportunidade de ajudar no fortalecimento das IGRs, como fortalecimento de sua estruturação, planejamento estratégico e educação em Turismo”, explica Francisco.

Ele foi fundador e primeiro coordenador do pioneiro doutorado do Brasil em Turismo e Hotelaria que funciona desde 2013 na Univali de Balneário Camboriú, especialização que detém, desde então, a melhor nota do Brasil na avaliação da CAPES/MEC, órgão do Ministério responsável pela avaliação dos cursos de doutorado em Turismo no Brasil. Seu currículo se estende muito além desta  contribuição.

 

Sobre Francisco Antônio dos Anjos

Tem graduação em Geografia (1992) com especialização em Turismo e Hotelaria (1995) pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. Mestre (1999) e Doutor (2004) pela Universidade Federal de Santa Catarina. Fez pós-doutorado na Universidade Estadual Paulista – UNESP (2006) e na Universidade Politécnica da Catalunha – Espanha (2007). Professor e pesquisador da graduação, do mestrado e do doutorado na Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. Entre 2012 e 2017 atuou como coordenador do programa de Pós-Graduação em Turismo e Hotelaria (Mestrado e Doutorado). Atua no campo científico do turismo, foi Diretor-Científico no Biênio 2011 e 2013 e Diretor-presidente nos Biênios 2013-2015 e 2015-2017 da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo – ANPTUR. Atua no campo científico do turismo, bolsista de Produtividade em Pesquisa no Turismo pelo CNPq desde 2013 com financiamento da CAPES, FAPESC e CNPQ. Lidera o grupo de pesquisa PLAGET – Planejamento e Gestão do Espaço Turístico. Destaca-se na sua produção artigos científicos publicados em periódicos nacionais e internacionais, livros e capítulos em coletâneas e artigos publicados em Anais de eventos. Participa de conselhos de diversas revistas científicas de turismo. Exerceu de 2017 e 2018 a função de Secretário Adjunto de Turismo, Cultura e Esporte do Estado de Santa Catarina Brasil.

Francisco fazendo uma palestra sobre Desempenho Competitivo  de Destinos Turisticos em Pretória na Africa do Sul, durante o 7a. Biennial Conference do Internacional Tourism Studies Association 
Fonte: Organika – Comunicação, Marketing e Network