Pesquisadores catarinenses viajam para receber capacitação em empreendedorismo

Até o dia 7 de outubro, quatro pesquisadores catarinenses participam do AIT (Academia Industry Training) Camp Brasil, no Rio de Janeiro – programa internacional da École Polytechnique Fédéral de Lausanne, da Suíça. Esta é uma das etapas da iniciativa, que visa transformar pesquisa em negócios. Três projetos do Sinapse da Inovação  e uma da UDESC estão entre as dez brasileiras contempladas.

O Sinapse é considerado um dos programas mais completos de incentivo ao empreendedorismo do Brasil. “Ele vem trazendo resultados concretos para Santa Catarina, poderá ser adotado em outros estados e já está em pleno vapor também no Amazonas, por meio da FAPEAM”, disse o presidente da FAPESC, Sergio Gargioni.

 

sinapse-2015

 

Após o evento no Rio de Janeiro, os participantes irão para Lausanne e Zurique,  de 28 de novembro a 2 de dezembro/2016. Durante os encontros, o grupo participará de workshops sobre plano de negócios, análise de mercado, estratégias para captação de recursos e preparação para apresentação da empresa (pitch). Os selecionados também visitarão instituições-chave do Brasil e da Suíça e eventos para networking para estreitar relações entre os atores dos dois países.

Os temas das dez pesquisas brasileiras selecionadas são biomedicina, biotecnologia, tecnologia da informação e nanotecnologia. Dentre as catarinenses, estão a startup Revella, que desenvolveu um kit para identificar a salmonela na indústria da carne, além de pesquisas na área de biotecnologia e nanotectologia.

Fonte: Assessoria de Comunicação Fundação Certi