Pesquisadores da UFSC lançam livro sobre educação patrimonial

Pesquisadores da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) lançaram o livro “Patrimônio cultural e escola: entretecendo saberes”, composto por 21 artigos sobre patrimônio, memória, ensino de história, cidade e educação patrimonial. A obra é resultado de um projeto de pesquisa homônimo apoiado pela FAPESC (Fundação de Amparo à pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina) no programa Universal, chamada de 2014, que atende a todas as áreas do conhecimento. Os artigos foram elaborados por membros do PAMEDUC, Grupo de Pesquisa em Patrimônio, Memória e Educação, e professores convidados, somando 52 autores.

O projeto investigou as diferentes práticas e experiências usadas para produzir conhecimento histórico nas instituições públicas de educação básica e identificou como os professores trabalham cidade, memória e patrimônio com seus alunos. “Todos os professores entrevistados, de alguma forma, realizam atividades de educação patrimonial, étnico-raciais e de memória histórica, mas não são atividades sistematizadas e não recebem a denominação de ‘Educação Patrimonial’”, explica o professor Elison Paim, coordenador da pesquisa. Os pesquisadores verificaram que muitos dos professores levaram seus alunos para conhecer monumentos históricos de Florianópolis, como o circuito do centro histórico, a Fortaleza de Anhatomirim, e os bairros Santo Antônio de Lisboa, Morro das Pedras e Ribeirão da Ilha.

Foram pesquisadas dez escolas de Florianópolis e São José e entrevistados seus docentes de História e alunos. Essa metodologia foi adotada devido à necessidade de articulação entre teoria e prática da formação profissional. “A relação com a escola nos é uma questão muito cara, enquanto grupo, já que somos professores de prática de ensino, então queremos ter um diálogo com os professores para subsidiar o desenvolvimento da educação patrimonial”, diz o coordenador do estudo. Para reforçar essa relação, o livro será distribuído gratuitamente às escolas da rede pública da Grande Florianópolis, incluindo as que participaram do estudo. Além disso, ainda serão realizados debates com professores da rede municipal de São José.

O lançamento do livro ocorreu no seminário Memória, patrimônio e ensino de História: Decolonizando práticas e saberes, realizado no Colégio de Aplicação da UFSC. A realização do evento também foi uma das metas do projeto apoiado pela FAPESC, programado para promover a socialização dos resultados da pesquisa entre os professores, direções e alunos das escolas, secretarias de Educação, professores e acadêmicos. Segundo o coordenador, o apoio da FAPESC ajudou a consolidar o PAMEDUC: “o auxilio da FAPESC foi fundamental para boa parte da pesquisa em si, como para a realização de seminários, produção do livro e aquisição de equipamentos”.

 

Fonte: Jéssica Trombini – Coordenadoria de Comunicação da FAPESC