Plataforma automatiza leitura de dados e otimiza a manutenção preventiva dos movimentadores de carga com inteligência logística

Quando a Mobilis lançou seu primeiro produto, o veículo elétrico Li, a tecnologia embarcada e conectividade entre fábrica e automóvel logo despertaram a atenção do mercado. Entre as inovações, um sistema de gestão eficiente de frotas mostrou potencial para ir além do uso no setor automotivo. Com investimentos em pesquisa e novas frentes de operação, o TrackLi – originário de uma pesquisa de mercado universitária – estava pronto para lançar luz sobre a importância da análise de dados de movimentadores de carga dentro de empresas que miram o passaporte para a indústria 4.0. O empurrãozinho final veio de um programa estadual de fomento ao empreendedorismo inovador, Sinapse da Inovação, da FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina).

“No último ano tivemos a oportunidade de implementar projetos pilotos que deixaram claro que a gestão de frotas, por si só, não resolve boa parte dos problemas dos gestores que lidam com logística. Os dados gerados a partir do monitoramento dos movimentadores de carga é a chave que permite identificar gargalos, realizar a manutenção preditiva da frota e otimizar processos que de fato resultem em economia”, explica o engenheiro de controle e automação Daniel Cortez Bacha, que compartilha a sociedade da startup com a Mobilis Veículos Elétricos, o engenheiro elétrico Eduardo da Silva Pino e o diretor comercial Erico E. S. dos Reis.

Inteligência a bordo

Segundo Eduardo, o TrackLi é uma plataforma que facilita a gestão de ativos industriais. “Um dispositivo é instalado nos movimentadores de carga, ou seja, qualquer veículo de transporte de carga como guindastes, empilhadeiras e frotas industriais. Após a instalação, o cliente escolhe quais dados deseja monitorar por meio da plataforma, de modo a usar tais informações para tomadas de decisões mais assertivas”, explica o engenheiro elétrico.

Os assinantes do TrackLi têm acesso a uma ferramenta personalizável que integra a telemetria de todos os movimentadores de carga ativos e fornece um raio-x completo da frota. “A ferramenta de inteligência a bordo torna o processamento e visualização de dados mais eficaz para as empresas. Com o TrackLi abrimos caminho para que as indústrias façam, por exemplo, o acompanhamento remoto dos movimentadores de carga e saibam quando existe a real necessidade de fazer a manutenção. Ao final do ciclo, é impressionante o quanto isso impacta na redução de custos, principalmente quanto se tratam de máquinas de alto custo”, argumenta o diretor comercial Erico.

Para Daniel, a grande inovação do TrackLi está na convergência tecnológica que captura dados que resolvem um problema antigo da indústria: a manutenção de máquinas e veículos industriais. “Hoje o que a gente faz é otimizar a manutenção preventiva, imergindo nossos cliente no conceito de manutenção preditiva. Na preventiva, o empresário sabe o que precisa ser feito, porém, muitas vezes, é no momento errado. Na preditiva, o sistema indica quais itens vão precisar de manutenção com base em dados de uso, evitando o prejuízo de interromper o uso das máquinas sem necessidade”, explica.

Case em portos

A experiência dos projetos piloto implementados mostrou que a inteligência logística do TrackLi e a leitura automatizada de dados possibilita a redução da ociosidade dos movimentadores de carga, diminuindo o desperdício de combustível, tempo e energia. Além de poder melhor alocar os recursos humanos dos departamentos atendidos.

Um case que ilustra bem este cenário é de um porto catarinense, que por intermédio da Mobilis descobriu no TrackLi a solução que precisava para otimizar a gestão de horímetro (contador de horas) feita manualmente nos equipamentos que movimentam carga no complexo instalado na região da Baía da Babitonga, em Santa Catarina. “Monitorar as necessidades de manutenção e fazer o controle das horas de uso das máquinas era um desafio para a equipe do porto”, conta Eduardo.

A manutenção periódica da frota retirava os movimentadores de carga de circulação sem garantias da real necessidade da revisão. Muitas vezes os técnicos constatavam que a máquina não precisava de reparos, transformando o tempo ocioso em desperdício de recursos.

Nesse ponto o TrackLi, instalado em seis máquinas em dezembro de 2018, tem se mostrado eficiente na gestão de frotas do porto. “A automatização da leitura dos dados facilita o planejamento da manutenção preventiva. O hardware instalado nos movimentadores de carga coleta informações de cada máquina e envia para a nuvem, onde ficam acessíveis para o cliente. O TrackLi indica o melhor momento de manutenção e garante que os reparos sejam feitos com mais eficiência”, destaca Erico.

Destaque em inovação

Em 2018, o TrackLi foi um dos projetos selecionados na sexta edição catarinense do Sinapse da Inovação, programa idealizado pela Fundação CERTI e promovido pela FAPESC em parceria com o Sebrae-SC. Para Daniel, ser um dos vencedores do Sinapse é um indicativo de que o TrackLi está no caminho certo.

“O Sinapse é referência nacional no fomento à tecnologia e tem papel importante no processo que transforma ideias inovadoras em negócios de sucesso. É exatamente isso que projetamos para o TrackLi: que se torne um produto de valor para empresas que buscam na otimização do controle de frotas e na automatização da leitura de dados o caminho para uma gestão mais eficiente, alinhada com o conceito de indústria 4.0”, conclui o empreendedor.