Programa estadual vai destinar R$ 4,5 milhões à pesquisa científica e inovadora

Estarão abertas nesta sexta-feira, 16, as inscrições para o Programa de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem), da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). O lançamento da iniciativa ocorreu nesta quinta-feira, 15, com a presença do governador Carlos Moisés. O projeto irá destinar R$ 4,5 milhões para incentivar a pesquisa científica, tecnológica e inovadora com foco em grupos formados por pesquisadores com destaque na área de conhecimento e experiência na coordenação de projetos. A intenção do Pronem é induzir a formação de novos núcleos de excelência em pesquisa no estado.

“É através da pesquisa que nós conseguimos soluções para as nossas empresas e também para Santa Catarina. O Estado tem um papel nesse assunto e por isso precisa fomentar a inovação”, frisou Moisés.

De acordo com o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, pesquisa e inovação caminham lado a lado. Sem incentivos, a pesquisa acaba sendo mais lenta e prejudicando toda a sociedade: “Estamos fortalecendo núcleos emergentes de pesquisa. Isso é um recado de que a inovação é essencial para o nosso Estado. O grande desafio é fazer com que as instituições percebam e se fortaleçam”.

A submissão dos projetos deverá ser feita online, no site da Fapesc, até o dia 17 de setembro. A contratação dos projetos aprovados irá ocorrer até a metade de janeiro de 2020.

 

Recursos

Dos R$ 4,5 milhões destinados pelo Pronem, R$ 3 milhões são do orçamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e R$ 1,5 milhão da Fapesc. Os projetos receberão financiamento de até R$ 400 mil em despesas de custeio, capital e até duas bolsas de mestrado.

 

O que são Núcleos Emergentes?

Núcleo Emergente é um grupo de pesquisa já estabelecido, preferencialmente cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil (DPG/CNPq). Deve ser liderado por pesquisador e deve ser constituído por pelo menos cinco pesquisadores, podendo ser de instituições distintas, com reputação técnico-científica reconhecida e com linha de pesquisa comum ou complementar, que tenham histórico de colaboração, por meio de projetos, publicações e orientações comuns.

Confira o Edital aqui.

 

Texto: Leonardo Gorges

Fotos: Foto: Maurício Vieira/Secom