Programa Sinapse da Inovação divulga lista de aprovados

Cem projetos foram selecionados na 5ª edição do Sinapse da Inovação em Santa Catarina. Os vencedores têm até 6 de junho para abrir suas empresas, pois em julho terá início o processo de pré-incubação. Durante seis meses, cerca de 300 empreendedores envolvidos nos projetos escolhidos receberão acompanhamento e capacitações para alavancar seus negócios e desenvolver ao máximo seus produtos ou serviços. Além disso, as empresas contarão com suporte de incubadoras, pré-incubadoras e outros mecanismos de inovação parceiros do programa no estado.

A relação dos vencedores foi divulgada está no site da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), diponível NESTE LINK e no site oficial do programa: www.sinapsedainovacao.com.br/sc

O Sinapse da Inovação é uma iniciativa do governo estadual, com apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC),e realização da Fundação CERTI. O programa visa identificar ideias inovadoras e com potencial de se tornarem negócios de sucesso, dando suporte necessário à estruturação da empresa e ao aperfeiçoamento do produto ou serviço inovador.

Quando foram encerradas as inscrições para a 5ª edição do Sinapse da Inovação, em novembro do ano passado, o programa atingiu um recorde de ideias submetidas: 1719 propostas foram inscritas no portal – número 40% superior ao da edição anterior.Desse total, 200 chegaram à penúltima etapa do processo e, por fim, 100 foram selecionadas para receber, cada uma, R$ 60 mil em recursos da Fapesc, consultorias e cursos do Sebrae, além de bolsas para os empreendedores.

“O Sinapse resultou em tantos empreendimentos rentáveis que parte deles, no caso alguns cases, foram reunidos em um livro, publicado com auxílio da Fapesc. Oito FAPs (Fundações de Amparo à Pesquisa) demonstraram interesse em reproduzir nos seus estados o programa made in SC, e a Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas) já o fez, com grande êxito”, disse Sergio Gargioni, presidente da Fapesc, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS).

Perfil das propostas

Nesta edição, o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) predominou na lista de selecionados, com 25 projetos aprovados. Em segundo lugar vem Gestão, com 19, seguida de Tecnologia Social, com 13, e em quarto lugar Eletrônica, com 12. Da área de Biotecnologia foram selecionados 10 projetos, já de Química e Materiais, assim como Mecatrônica, foram sete cada.Design reuniu cinco projetos e Nanotecnologia dois, totalizando os 100 contemplados.

Dos proponentes contemplados, 42% já são pós-graduados, 15% estão cursando a pós-graduação e 21% têm curso superior concluído. Também foram contempladas ideias de estudantes de ensino superior (18%) e de alunos do ensino médio, técnico e fundamental (4%).

O Papa Fila foi desenvolvido numa das primeiras edições do Sinapse e até hoje facilita a espera de usuários em filas.

O Papa Fila foi desenvolvido numa das primeiras edições do Sinapse e até hoje facilita a espera de usuários em filas.

De acordo com o coordenador do programa na Fundação CERTI, Antônio Rogério de Souza, após cinco operações do Sinapse da Inovação em Santa Catarina, os objetivos do programa têm sido integralmente atingidos, principalmente no que tange à formação de uma cultura de empreendedorismo inovador, além da criação de novas empresas e de empregos qualificados. O suporte que a FAPESC tem dado ao programa, com recursos do Governo do Estado, permite a continuidade desta iniciativa tão importante para o desenvolvimento do Estado.

Nesta 5ª operação do Sinapse da Inovação, 21 municípios, de todas as mesorregiões do Estado, serão contemplados com os recursos oferecidos pelo programa. Florianópolis é a cidade que mais aprovou propostas, com 25. Em segundo lugar está Joinville, com 17, e em terceiro Blumenau, com oito. Outros 18 municípios catarinenses tiveram trabalhos selecionados pelo programa.

Resultados do programa

Desde o seu lançamento, em 2008, até a 4ª edição, em 2014, o Sinapse da Inovação apoiou a criação de 294 empresas, das quais 83% estão ativas no mercado com um faturamento estimado de mais de R$ 120 milhões em 2014. As empresas criadas geraram 1200 postos de trabalho altamente qualificados, já depositaram pelo menos 94 patentes e geraram 259 relações de parcerias com universidades, grandes empresas e entre as próprias empresas geradas no programa. O programa já envolveu mais de 28 mil cidadãos catarinenses, entre proponentes de ideias, avaliadores e visitantes do Portal Sinapse da Inovação, atingindo 262 municípios do estado e disseminando a cultura empreendedora em Santa Catarina.

 

Fonte: Fundação CERTI (com participação da FAPESC)