Quase 3.500 pessoas se inscrevem no X Congresso Brasileiro de Epidemiologia

No último fim de semana, desde as 8hs, cursos, oficinas e outras atividades abriram caminho para o X Congresso Brasileiro de Epidemiologia, cuja cerimônia de abertura aconteceu na noite de domingo (8 de outubro), no Centro de Convenções de Florianópolis, com a conferência do Dr. Jairnilson Paim, professor do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia.

O tema do encontro, que vai até 11 de outubro, é A Epidemiologia em defesa do SUS: formação, pesquisa e intervenção. “Uma das principais conquistas sociais e construções coletivas da sociedade brasileira e com inegável impacto positivo na saúde dos brasileiros, o Sistema Único de Saúde passa por importantes desafios. Por um lado, no campo político o sistema tem sua própria existência ameaçada. Por outro, há a complexa situação sanitária do país diante de doenças emergentes, reemergentes, envelhecimento, violência e condições crônicas. Em comum, esses desafios exigem a produção de conhecimento científico qualificado para seus enfrentamentos”, disse o prof. Dr. Antonio Fernando Boing, presidente do X Congresso. “Para isso é importante avançarmos no desenvolvimento e na incorporação de técnicas de análises de dados e de delineamento de estudos. É preciso discutir a formação dos epidemiologistas em todos os níveis de ensino. Também é vital continuarmos a estreitar os laços entre a epidemiologia e as necessidades dos serviços de saúde e da população”.

Quase 40 convidados internacionais se somam a outras dezenas de médicos brasileiros que apresentarão 3.600 trabalhos, darão 46 cursos e oficinas e participarão de mais de 70 mesas, palestras e debates. Trata-se de um evento que reunirá aproximadamente 3.500 docentes, pesquisadores, gestores, estudantes e profissionais de saúde de múltiplas disciplinas, em particular, epidemiologistas e profissionais da vigilância em saúde, visando o debate e a reflexão das contribuições da epidemiologia para a produção de evidências científicas e gestão do SUS. 

Histórico

 Ao longo das quase três décadas seguintes à sua primeira edição em 1990, o congresso foi sediado em oito cidades diferentes e contemplou em seus temas assuntos de interesse para a saúde coletiva brasileira e sempre contando com massiva participação dos serviços de saúde e da academia. 

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da FAPESC