Retrospectiva 2018: Entra21 completa 13 anos oferecendo cursos na área TI

Mais de 4 mil alunos formados em cursos da área da TI, com índice de 75% de encaminhamento para o mercado de trabalho, foram formados pelo Entra21 até 2018. Com apoio anual da ordem de R$800 mil, a FAPESC tem sido a instituição que mais tem aportado verbas de forma continuada desde a criação do programa, que atualmente também conta com auxílio de empresas e da Prefeitura Municipal de Blumenau.

O Entra21 oferece treinamentos de 400 horas para jovens em risco social, já tendo o turmas do CASEP (Centro de Atendimento Socio-educativo Provisório), CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) e da Casa Semi-liberdade, além de ter promovido a inclusão  e inserção no mercado de pessoas com deficiência física e imigrantes haitianos.

O programa trabalha de acordo com a demanda das empresas de TIC de Blumenau, ofertando cursos como Java, PHP, Android e Design Gráfico. Quando os cursos, que têm duração de 3 a 5 meses, estão finalizando, as empresas já estão em contato com os alunos para contratá-los.

A organização tem aperfeiçoado o programa a cada ano, realizando mostras de talentos para expor os trabalhos dos alunos a empresas locais do setor, além de divulgar os resultados do programa e promover aulas magnas a cada início de ano letivo. Em 2018, a novidade foram as aulas complementares de língua estrangeira – inglês e alemão-, que atingiu 60% dos alunos.

Desde 2016, o Entra21 beneficia imigrantes haitianos da região. Naquele ano, já contou com 30 alunos imigrantes.