Sete projetos de pesquisadores catarinenses e paulistas receberão fomentos da Fapesc e Fapesp

Sete projetos de pesquisadores de Santa Catarina e São Paulo receberão fomento das Fundações de Amparos à Pesquisa (FAPs) dos dois estados. Estão entre os classificados no Programa de Pesquisa Colaborativa Fapesc/Fapesp propostas da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Os projetos colaborativos que receberão financiamento devem contribuir para o desenvolvimento dos ecossistemas de Ciência, Tecnologia e Inovação dos dois estados. Cada proposta deverá ter um pesquisador catarinense e um paulista e um único projeto de pesquisa preparado de forma bilateral.

A pesquisa “Plataforma biotecnológica para prospecção metagenômica de metabólitos secundários bioativos oriundos de ambientes marinhos extremos” é o projeto da Univali. O valor repassado será de R$ 99,9 mil.

A Udesc conseguiu aprovar dois projetos. O primeiro sob o título de “Acumuladores de carbono poroso de alto desempenho para suporte energético de hubs complexos alimentados por sistema de dessalinização de águas” receberá o montante de R$ 100 mil. Já a proposta “Scaffolds Bioativos com Modificação Superficial por Plasma” foi contemplada com R$ 97,3 mil.

A UFSC conta com quatro pesquisas aprovadas: “Estudo piloto para a adaptação cultural do Sistema de Prevenção ‘Communities That Care’ ao Brasil”, receberá R$ 99,9 mil; “Fotocatálise Assimétrica Aplicada à Síntese do Medicamento Brivaracetam: Abordagens Sintéticas Empregando Tecnologias Facilitadoras de Síntese Química” receberá R$ 100 mil; “Metabolômica aplicada à tipificação e adulteração de méis florais produzidos nos Estados de Santa Catarina e São Paulo” foi contemplada com R$ 99,2 mil; e a pesquisa “Desenvolvimento de novas plataformas experimentais para o estudo de nanotermodinâmica e a relação informação-energia na interface clássico-quântica” com R$ 20 mil.

CONFIRA O RESULTADO FINAL