Sinapse completa 10 anos de fomento ao empreendedorismo inovador

Aproximadamente 30 mil cidadãos (muitos em equipe) procedentes de quase todos os municípios catarinenses (90%) submeteram 8.394 ideias inovadoras ao programa Sinapse da Inovação até sua VI Edição, em 2018. Esse balanço se torna ainda mais oportuno considerando que os 10 anos de existência do Sinapse foram comemorados neste mês de maio.

 

O primeiro edital foi lançado em 15/05/2008, por iniciativa da FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina) e com metodologia da Fundação CERTI (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras). Essa operação piloto serviu para estimular a criação de uma cultura empreendedora na Grande Florianópolis e testar o modelo do programa. Sucederam várias operações estaduais, cujos resultados e principais cases de destaque foram consolidados no primeiro e-book (dados até 2014).

Em 2015, o programa saiu do estado para ser implantado no Amazonas, onde gerou 28 startups manauaras em sua primeira operação. Enquanto isso, a quinta edição em Santa Catarina teve recorde de ideias submetidas (1719). No ano seguinte, duas empresas originadas pelo Sinapse,  PackID e Revella, ganharam os primeiros lugares em competições internacionais, respectivamente  INAM Berlin e AIT Swiss Camp. Ainda em 2016, outras 20 “sinápticas” participaram de um curso na Universidade da Califórnia, em Berkeley.

Em 2017 foi lançada a primeira operação do programa no Espírito Santo e o estado apresentou, em um ano, aumento em 150% do número de startups aprovadas no programa de aceleração InovAtiva Brasil. Além disso, duas empreendedoras capixabas foram destaque na competição internacional AIT Swiss Camp 2018, tendo conquistado o primeiro lugar e o quarto.

Voltando a SC, 2017  teve novidades como a Feira de Negócios Sinapse, que reuniu cerca de 300 pessoas entre empreendedores, empresários e investidores anjos. Também foi lançada a sexta edição do Sinapse da Inovação, por meio da qual os contemplados devem receber do governo estadual um pacote composto por R$60 mil e uma bolsa para contratação de um técnico especialista equivalente a 40 mil reais. Computando as  empresas aprovadas em 2018, o programa da FAPESC ajudou a gerar quase 500 empresas e 151 patentes, fora o fato de que inspirou um programa federal igualmente voltado a fomentar o empreendedorismo inovador.

 

“O Sinapse completa 10 anos, assim como uma criança da mesma idade, tem personalidade própria e já ocupa seu espaço na família. Fico muito feliz em comemorar essa data. O Sinapse está na cabeça dos empreendedores, no coração dos mais experientes e nos braços dos jovens”, José Eduardo Azevedo Fiates, superintendente da Fundação CERTI.

 

Assista ao vídeo do Sinapse em

https://www.youtube.com/watch?v=-JrFBIl8zs4

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da FAPESC