UNESC realiza evento sobre Cuidado em Saúde com auxílio da FAPESC

Nos dias 27 e 28 de abril, a UNESC (Universidade do Extremo Sul Catarinense) realiza o II Simpósio em Gestão do Cuidado em Saúde, com apoio da FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina). As inscrições para participar podem ser feitas até o primeiro dia de evento neste link.

Esta edição do Simpósio tem como tema Epidemiologia aplicada aos serviços de saúde e comemora os dois anos da abertura do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (Mestrado Profissional), que atualmente conta com 71 mestrandos. O evento tem o objetivo de aprofundar as reflexões teóricas e a relação com os serviços de saúde sobre a Gestão do Cuidado, epidemiologia e promoção da Saúde, a fim de contextualizar as relações sociais no processo saúde – doença – cuidado em suas cinco dimensões: individual, familiar, profissional, organizacional, sistêmica e societária. O público-alvo são alunos de graduação, pós-graduação, pesquisadores, gestores e profissionais da saúde.

A proposta do evento responde às políticas de formação para a área da saúde e atende as necessidades institucionais, promovendo uma mudança nas práticas de cuidado na rede de atenção em saúde do sul do estado. “Essa temática permitirá discussões acerca das dimensões organizacional, sistêmica e societária, que têm como atores a equipe de saúde, os gestores, o Estado e a Sociedade”, diz a professora Cristiane Damiani Tomasi, coordenadora geral do II Simpósio em Gestão do Cuidado em Saúde da UNESC.

Na programação estão previstos debates e palestras sobre as perspectivas da saúde para o Brasil, condições crônicas na atenção primária à saúde, condições de inovação e limites da gestão em defesa do SUS, como foco no financiamento de saúde. “Pensar em gestão do cuidado em saúde é pensar nas tecnologias disponíveis, em como avaliá-las, bem como discutir a saúde com base em evidências científicas, as quais nos permitam prover um cuidado qualificado ao usuário dos serviços de saúde”, diz a professora.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da FAPESC