Histórico

Breve histórico da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC) e das instituições que a originaram

Fapesc é uma sigla atribuída pela Lei Complementar nº 284, de 28 de fevereiro de 2005, ao Funcitec (Fundo Rotativo de Fomento à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina). Na época, Fapesc significava Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina. A mesma sigla foi mantida quando a Lei Complementar nº 534, de 20 de abril de 2011, alterou o nome da instituição para Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina.

Mas a história da C&T em SC remonta a décadas anteriores, quando foram tomadas as primeiras iniciativas de apoiar a pesquisa por meio da Superintendência de Tecnologia, Minas e Energia.

No governo seguinte, especificamente em 1990, foi criada a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, Minas e Energia, e instituído o Funcitec. Ele era um fundo contábil cujas diretrizes eram estabelecidas pelo Conselho de Política Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina. Posteriormente, o Funcitec se vinculou à nova Secretaria de Estado da Tecnologia, Minas e Energia. Na mesma época, a Lei n.8.519, de 8 de janeiro de 1992, formalizou também o Fundo Rotativo de Estímulo à Pesquisa Agropecuária do Estado de Santa Catarina. Ambos os fundos tiveram suas finalidades alteradas pelo Decreto n.1.563, de 7 de abril de 1992.

Em 1995, o Funcitec manteve sua sigla ao passar a se chamar Fundação de Ciência e Tecnologia. No mesmo ano, a sede da nova Funcitec foi transferida para o prédio do Celta (Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas). Esta representação do governo estadual no ParqTec Alfa contribuiu para alavancar o Pólo Tecnológico de Florianópolis, projetado para abrigar uma incubadora de empresas e os empreendimentos nascentes, sob orientação da Fundação Certi (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras).

No primeiro governo de Luiz Henrique da Silveira, a partir de 2003, a Funcitec foi vinculada à Secretaria de Estado de Educação e Inovação. A Lei Complementar n. 284, de 28 de fevereiro de 2005, transformou formalmente a Funcitec na Fapesc (Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina).

Então, a partir de 2011, a Fapesc passou a denominar-se Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina por meio da Lei Complementar e vinculou-se à SDS (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável). Além de incorporar a inovação no nome e na prática, também deu ênfase à sustentabilidade dos projetos apoiados e à sua contribuição ao bem-estar sócio-econômico e ambiental.

Em 2013, seu presidente, Sergio Gargioni, foi eleito para a presidência do Confap (Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa), cargo para o qual foi reeleito em 2015. Isso significou uma projeção à Fapesc que transcende não só as fronteiras estaduais e nacionais, estendendo-se à esfera internacional por conta de acordos com o Reino Unido, a França e outros países europeus, sem falar nos contatos iniciais visando à cooperação com a Rússia e Israel.